Logotipo MiudosSegurosNa.Net

Minimizar Riscos, 
Maximizar Benefícios. 

Bandeira de AngolaBandeira do BrasilBandeira de Cabo VerdeBandeira da Guiné-Bissau
Bandeira de MoçambiqueBandeira de PortugalBandeira de São Tomé e PrincípeBandeira de Timor Leste
Subscreva a Newsletter
[MiudosSegurosNa.Net]

> Definir Homepage
> Adicionar a Favoritos
> Imprimir Esta Página
> Recomendar Página
> Ligue-se a Nós!
> Artigos Para o Seu Site
> Donativos

ARTIGOS DE OPINIÃO - 2008 - FEVEREIRO
Cinco Critérios Para Avaliar Websites - Parte II
Por Tito de Morais

Na primeira parte deste artigo desenvolvi dois critérios para a avaliação da qualidade da informação disponível na Internet que nos podem ajudar a distinguir o trigo do joio. A saber: Autoridade e Exactidão. Concluo agora este assunto abordando os restantes três critérios: Objectividade, Actualidade e Cobertura.

Objectividade
A objectividade é algo difícil de atingir, seja em que meio for. No entanto, o carácter liberal da Internet, onde cada um pode publicar o que muito bem lhe apetece, faz com que determinar a imparcialidade e objectividade dos conteúdos seja um critério importante na avaliação de um website. Assim, antes de mais, importa perceber quais os objectivos do autor ou da organização que publica a página ou o site. A este nível importa verificar se esses objectivos estão claramente definidos, isto é, perceber se a página ou site visam informar ou ensinar, promover ou vender um produto ou serviço, influenciar a opinião pública sobre um determinado assunto, etc. Ao fazê-lo importa perceber que os objectivos do autor ou da organização responsável pelo conteúdo nem sempre são explícitos e claros. A esse nível, por exemplo, é importante verificar se o site é patrocinado por uma determinada marca ou organização, se contém publicidade a produtos ou serviços, etc. pois estes factores poderão afectar a objectividade e a fiabilidade dos conteúdos. Assim, é também importante verificar se a página ou o site cobre apenas um único ponto de vista sobre um determinado assunto, se é um artigo de opinião ou se promove uma cobertura exaustiva dos diversos pontos de vista. Igualmente relevante é perceber as razões por detrás da publicação e a quem se destina o mesmo. Um outro aspecto a levar em linha de conta é o facto da Internet, pela sua facilidade de publicação de conteúdos, se assemelhar por vezes a um púlpito público facilmente acessível, o que pode afectar a qualidade e objectividade dos conteúdos.

Actualidade
A actualidade dos conteúdos disponíveis num site é crucial para a sua avaliação, sobretudo em situações em que os tópicos abordados estão em constante actualização, como por exemplo na informática. No entanto, nem todos os tipos de conteúdos precisam de ser actualizados com a mesma regularidade. Há tópicos que ficam desactualizados mais rapidamente que outros. É assim importante verificar se o tipo de conteúdos publicados exige actualizações ou revisões regulares. Ao nível da actualidade dos conteúdos, é importante verificar a existência de datas na página - geralmente figuram no rodapé da página e por vezes no endereço - e a que se referem estas datas. Referem-se à data em que os conteúdos foram produzidos, foram publicados pela primeira vez, foram publicados na Internet ou à última vez que foram revistos ou actualizados? Outro aspecto relevante para a actualidade dos conteúdos é a actualidade das fontes, recursos, referências e informação usada. Outro indicador importante é a actualidade das ligações, isto é, se estas apontam para os endereços correctos, se expiraram ou mudaram, se existem ligações " quebradas" (que apontam para páginas inexistentes) e em que quantidade e com que regularidade estas ligações são actualizadas. Tudo isto são indicadores que nos ajudam a perceber se a informação disponível é ou não actual.

Cobertura
A cobertura, forma mais ou menos exaustiva segundo a qual um site cobre um determinado tema difere substancialmente da cobertura noutros meios. O facto de uma página poder ou não conter ligações para outras páginas ou referências, pode tornar difícil de determinar a cobertura. Por outro lado, importa lembrar que muitos conteúdos são colocados na Internet por simples divertimento ou então com motivações subversivas. São por isso comuns os conteúdos falsos, que são uma mera expressão pessoal sem qualquer interesse para mais ninguém além do próprio, ou aqueles que são, pura e simplesmente, patetas. Ao nível da cobertura é importante examinar os tópicos cobertos/analisados, se o são de uma forma aprofundada, superficial ou sumarizada e se existem omissões inexplicáveis. Convém igualmente se a informação fornecida é útil para o tema em análise, qual o seu valor intrínseco e o que a página ou site oferecem que não se encontre noutros locais. Relativamente a ligações, é importante verificar se existem, compreender se são exaustivas ou se são apenas usados como exemplo, se são avaliados para complementar o seu simples fornecimento e se são relevantes e apropriados. Importa ainda verificar se o site é composto apenas por imagens ou se existe um equilíbrio entre texto e imagem. Confirmar ainda que a informação apresentada é citada correctamente e se é fornecida gratuitamente ou comercializada, se é necessário algum programa informático especial para aceder à informação e o que se perde sem esse tal programa.

Concluo referindo que estes são cinco critérios enumerados por inúmera literatura da especialidade, existindo contudo outra literatura que desenvolve os mesmos princípios acrescentando-lhes ainda outros. Por outro lado, esta é uma abordagem para adultos, exigindo que, quando explicados a crianças e jovens, sejam adaptados à idade e nível de maturidade dos mesmos para que possam ser mais facilmente assimilados. A esse nível, existem inúmeros modelos de grelhas que podem ser disponibilizadas aos alunos para exercitarem as suas capacidades ao nível do pensamento crítico. A terminar, a existência de conteúdos como os que refiro no artigo Conteúdos Enganadores ou Falsos na Internet não deve ser forçosamente encarada com algo de negativo. Pelo contrário. Devidamente enquadrados, esses conteúdos podem servir como material educativo que estimule o pensamento crítico por parte de crianças, jovens e até adultos. Para que "não aceitemos o peixe, tal como nos é vendido", só porque lemos, ouvimos e vimos algo num jornal, na rádio, na televisão... ou na Internet.



Artigos Anteriores:
> Cinco Critérios Para Avaliar Websites - Parte I
> Conteúdos Enganadores ou Falsos na Internet
> 7 Coisas Para Fazer Com os Seus Filhos Na Net
> Mundos Virtuais: Os Novos Recreios Infantis
> Crianças & Jovens: Os Novos Professores

Rotulado com ICRA - Internet Content Rationg Association
| Início | Recursos | Sobre | Mapa do Site |
                                                 © 2003-2008, Tito de Morais. Todos os Direitos Reservados.