Logotipo MiudosSegurosNa.Net

Minimizar Riscos, 
Maximizar Benefícios. 

Bandeira de AngolaBandeira do BrasilBandeira de Cabo VerdeBandeira da Guiné-Bissau
Bandeira de MoçambiqueBandeira de PortugalBandeira de São Tomé e PrincípeBandeira de Timor Leste
Subscreva a Newsletter
[MiudosSegurosNa.Net]

> Definir Homepage
> Adicionar a Favoritos
> Imprimir Esta Página
> Recomendar Página
> Ligue-se a Nós!
> Artigos Para o Seu Site
> Donativos

ARTIGOS DE OPINIÃO - 2007 - JULHO
"E Quando Não Estou em Casa?" - Parte II
Por Tito de Morais

Esta semana irei focar mais algumas soluções tecnológicas que, por razões de espaço, não me foi possível incluir na primeira parte deste artigo. Assim, irei referir algumas soluções no domínio da filtragem de conteúdos e da monitorização da utilização da Internet por crianças e jovens.

Na primeira parte deste artigo, depois de ter referido algumas lacunas legais e abordado no blogue algumas oportunidades para desenvolver abordagens educacionais, foquei algumas soluções tecnológicas que ajudam os pais a minimizar os riscos que estiveram na origem do artigo "Os Média e a Segurança de Crianças e Jovens na Internet".

Filtragem de Conteúdos
Uma das perguntas que recebo com maior frequência prende-se com soluções tecnológicas, de preferência gratuitas, que permitam bloquear, impedir, proibir ou prevenir o acesso de crianças e jovens a sites com conteúdos considerados impróprios. Neste âmbito, este tipo de programas pode impedir o acesso a sites com funcionalidades ao nível do chat. Alguns trarão mesmo uma listagem de sites pré-bloqueados e a maioria permite adicionar sites que se pretendam bloquear. Recentemente, no Blogue MiudosSegurosNa.Net, escrevi um artigo sob o título "30 Ferramentas Com Filtragem de Conteúdos". Para todos os que procuram este tipo de soluções, esse artigo poderá ser um bom ponto de partida. No entanto, forneço abaixo informação sobre algumas soluções alternativas adicionais não referidas nesse artigo. Umas comerciais, outras gratuitas, outras em inglês, outras em português, para daí poder seleccionar a que lhe parecer mais adequada:

  • K9 Web Protection
    Fácil de instalar e de usar, quase não se dá por este programa. Excepto quando o acesso a um determinado site ou página é bloqueado. E nisso, durante o tempo que o testei, revelou-se muito eficaz, independentemente do idioma do site. Infelizmente só está disponível em inglês, o que para algumas famílias poderá constituir um obstáculo, mas tem a vantagem de ser um produto gratuito de um fabricante de renome.


  • Naomi Family Safe Internet
    Tem a vantagem de, para além de também ser gratuito, ter uma versão em português. Para além de bloquear páginas, permite também bloquear programas de partilha de ficheiros. Infelizmente é um programa que deixou de ser actualizado em Maio de 2006.


  • We-Blocker
    Também gratuito, mas apenas com versão em inglês.


  • NetFilter
    Software comercial brasileiro, mas a um preço muito acessível.


  • Web-Fi Bloqueador de conteúdo (Home)
    Software comercial brasileiro, mas a um preço igualmente acessível.


  • Blok Free
    Este é um programa em língua portuguesa fabricando por um fabricante brasileiro. Apresenta-se em duas versões (Plus e Free), sendo que a Free é gratuita.

Monitorização da Utilização
Enquanto o software de filtragem permite bloquear, impedir ou proibir o acesso a determinados sites e conteúdos, o software de monitorização da utilização de um computador permite aceder a esse tipo de conteúdos, mas permite verificar posteriormente que programas, que sites foram consultados e por quem, permitindo ainda verificar que conversas foram mantidas no Messenger, por exemplo. Alguns destes programas gravam ainda capturas de écran de forma a permitir visionar à posteriori o que um dado utilizador viu. Alguns destes programas gravam todos os textos escritos num teclado. Por esta razão, este tipo de programas pode ser extremamente intrusivo na privacidade das crianças e dos jovens. E até dos adultos, já que alguns destes programas posicionam-se no mercado como ferramentas que ajudam cônjuges a verificar se estão a ser enganados. No entanto, sobre outra perspectiva, este software pode ser útil, para alertar para determinados comportamentos de risco por parte de crianças e jovens. No entanto, dificilmente ultrapassam a ideia que se tratam de soluções do tipo "Big Brother is Wathing You!". Não tenho conhecimento de soluções gratuitas a este nível, razão pela qual lhe indico apenas duas alternativas:

  • Net-Mamma
    Esta trata-se de uma solução comercial, extremamente completa. Para além das funções de monitorização, inclui funcionalidades ao nível da filtragem, controlo do tempo de utilização, etc. É um programa em português, produzido por uma pequena empresa de consultoria nos arredores da cidade do Porto.


  • SpectorSoft
    Esta é uma empresa Americana que desenvolve, comercializa a dá suporte a produtos para os mercado empresarial, educacional, governamental e doméstico, no domínio da monitorização e vigilância da utilização do computador e da Internet.

A terminar, não quero deixar de alertar para o facto deste tipo de programas não substituir o acompanhamento e a supervisão parental e de não haver soluções 100% eficazes. Por exemplo, existem programas que bloqueiam em excesso, outros que bloqueiam de menos. Por outro lado, existem sites e programas que contornam e ensinam a contornar e a desabilitar os programas de filtragem. Isto para dizer que paralelamente a estratégias, tecnológicas como as que refiro acima, haverá toda a conveniência em fazê-las acompanhar de estratégias parentais, educacionais e legais.

Como referi acima, acresce que se este tipo de programas pode ser aconselhável para quem tem crianças pequenas, para quem tem adolescentes pode não o ser. No caso de adolescentes, este tipo de software pode levá-los a deixarem de usar a Internet em casa, para o passarem a fazer noutros locais, muitas vezes sem qualquer tipo de acompanhamento ou supervisão. Ou seja, no caso de adolescentes, a utilização deste tipo de programas pode levar a que os pais percam o controlo da situação, passando a fazer mais parte do problema do que da solução. Mas, por outro lado, também pode ajudar a detectar problemas onde antes se ignorava que eles existiam. Daí que recomende sempre algumas cautelas na adopção deste tipo de programas nos casos de adolescentes.



Artigos Anteriores:
> "E Quando Não Estou em Casa?" - Parte I
> Os Média e a Segurança de Crianças e Jovens na Internet
> Imagens do Abuso Sexual de Crianças e Jovens
> Bombas & Explosivos na Internet
> A Pornografia Infantil e a Legislação Portuguesa
> Telemóveis, Escolas & Cyberbullying

Rotulado com ICRA - Internet Content Rationg Association
| Início | Recursos | Sobre | Mapa do Site |
                                                 © 2003-2007, Tito de Morais. Todos os Direitos Reservados.