Logotipo MiudosSegurosNa.Net

Minimizar Riscos, 
Maximizar Benefícios. 

Bandeira de AngolaBandeira do BrasilBandeira de Cabo VerdeBandeira da Guiné-Bissau
Bandeira de MoçambiqueBandeira de PortugalBandeira de São Tomé e PrincípeBandeira de Timor Leste
Subscreva a Newsletter
[MiudosSegurosNa.Net]

> Definir Homepage
> Adicionar a Favoritos
> Imprimir Esta Página
> Recomendar Página
> Ligue-se a Nós!
> Artigos Para o Seu Site
> Donativos

ARTIGOS DE OPINIÃO - 2005 - MAIO
"Happy Slapping", Mais Que Uma Nova Forma de "Cyberbulling"
Por Tito de Morais

Já aqui me referi ao "cyberbullying" (ler também o artigo "Que a Força Esteja Contigo, Star Wars Kid"). Hoje volto a fazê-lo a propósito de uma nova forma de "cyberbullying" que tem assolado o Reino Unido e que tem alastrado dos pátios escolares para outros recantos das cidades como os corredores de metropolitano e outras áreas menos vigiadas.

Diversos jornais ingleses vêm chamando a atenção desde finais do ano passado para o crescimento de uma série de ataques violentos em que adolescentes agridem colegas seus com chapadas violentas à socapa nos pátios e recreios apenas para gravarem e distribuírem o "feito" através dos seus telemóveis de terceira geração, equipados com câmaras fotográficas e capacidades de gravação vídeo. O fenómeno, conhecido pelo nome "happy slapping" (chapada alegre).

Das Bandas de Garagem Para o Mundo
De acordo com a polícia e organizações anti-bullying inglesas, o fenómeno iniciou-se como uma loucura no meio musical das bandas de garagem, alargou-se aos pátios e recreios escolares da capital inglesa no Outono passado, tornando-se mais recentemente num fenómeno nacional e segundo alguns peritos, é mesmo já um fenómeno internacional.

Reflexos no Meio Escolar
O fenómeno levou já alguns directores de escolas do Reino Unido a banir das escolas a utilização de telemóveis com câmaras fotográficas incorporadas, como forma de evitar que os alunos se esbofeteiem uns aos outros apenas para gravar e distribuir as suas "proezas" através dos seus telemóveis.

Alguns meios de comunicação social britânicos noticiaram o facto na sequência de notícias sobre uma escola que confiscou os telemóveis após os seus alunos terem sido apanhados a gravarem ataques deste tipo. Sabe-se que uma série de outras escolas tem adoptado medidas semelhantes, dado sentirem que esta "moda" tem levado a um acréscimo de violência no meio escolar.

Após uma série de ataques verificados em Dezembro último, a polícia começou a estar alerta para o assunto, tendo mesmo alocado e feito deslocar efectivos para as zonas que registavam mais acidentes, como forma de desencorajar este tipo de acções.

Ataques Passam Para a Rua
Ainda de acordo com órgãos de comunicação social britânicos, a loucura expandiu-se de Londres para o interior e para o norte, verificando-se um crescendo alarmante no número de ataques e no seu grau de violência, passando também a verificarem-se ataques a pacatos transeuntes em zonas comerciais de maior movimento. O fenómeno passou a ser perpetrado por autênticos gangs de adolescentes organizados, visando pessoas em comboios, no metropolitano e nos autocarros de Londres.

De acordo com o The Guardian, a polícia dos transportes britânicos investigou 200 incidentes de "happy slapping" nos últimos seis meses, sendo que em Janeiro deste ano já foram acusadas oito pessoas como responsáveis por ataques em estações e paragens de autocarros.

Fenómeno Verdadeiramente Móvel
Ainda de acordo com o The Guardian, à medida que a polícia se tem tornado mais vigilante, os ataques têm crescido em sofisticação, passando a atingir transeuntes em parques e outras áreas públicas onde é menos provável que este tipo de crimes seja captado pelas autoridades e pelas câmaras de vigilância.

Da Brincadeira Estúpida à Violência Extrema
Os vídeos com imagens deste tipo de ataques têm também chegado à Internet, mostrando imagens alucinantes que me fazem lembrar o filme "A Laranja Mecânica" e demonstrando que os adolescentes que cometem este tipo de ataques são criminosos violentos que, não só atacam os seus pares, como o fazem a pessoas com quem se cruzam e que lhes são completamente estranhas. Como afirmou o Superintendente Mark Newton da British Transport Police, "esta é uma forma cobarde de ataque - que para além de ser uma infantilidade é um acto criminoso". Como dizia uma mensagem num blog referido pelo The Guardian, "se esta moda continua, não tardará muito até que alguém saia seriamente magoado".

A terminar, já tinha ouvido falar das preocupações que a utilização dos telemóveis estão a colocar no âmbito escolar. Sei mesmo de algumas escolas em Portugal que proibiram a sua utilização. No entanto, estava longe de imaginar este tipo de aplicação.

Logotipo do jornal A Capital
in Info&Net, A Capital, Lisboa, 06 de Maio de 2005



Artigos Anteriores:
> "Os Chats São Más Influências Para os Jovens?"
> Os Cinco Erros Mais Comuns na Segurança Online de Crianças e Jovens e Como os Evitar
> A Importância de Aprender, Partilhando
> Centro de Protecção às Crianças na Internet
> Phishing: A Pesca Aos Seus Dados Pessoais

Rotulado com ICRA - Internet Content Rationg Association
| Início | Recursos | Sobre | Mapa do Site |
                                                 © 2003-2005, Tito de Morais. Todos os Direitos Reservados.